sábado, janeiro 3

Corrupção*

Mesmo se vivendo num paraíso de vivos, vivaços, vividos e com algumas galinhas de ovos d´ouro, custa compreender como é que não existem leis e planos concretos credíveis, que visam dar o golpe final e mortal á corrupção cada vez mais gritante que vêm tomando conta de todas as estruturas do país.
.
Como quase se tornou já institucionalizado, ninguém mesmo se atreve a fazer este combate, através de instauração de processos, por algumas situações imprevisíveis. Uma delas é a cultura do ódio advindo dos parentes e kambas dos corruptos. Os filhos, irmãos, pais, kambas e principalmente os cônjuges passam a nos encarar como monstros --- aqueles que perseguem seus pais, irmãos, filhos, kambas e esposa (o).
.
Óbvio -- e não poderia ser diferente -- entendemos perfeitamente esta posição familiar. Quando temos o desprazer de encontrar algum familiar ou kamba do corrupto no Shopping-" Belas ", no Roque, na rua ou mesmo numa roda de kambas, sabemos que os olhares " fuzilantes" se devem ao fato de estarmos aporrinhando a vida daquele, que não teve respeito e consideração com o bem público e resolveu transferi-lo unilateralmente para o seu próprio património.
.
Mas também não esquecemos o fato de que os filhos, irmãos, pais, esposos e as vezes até kambas dos corruptos se alimentam com o produto desviado por ele, e acabam participando do bolo de forma indirecta (em certos a casos até directamente (Acompanhem o raciocínio da afirmativa:)"Amigo de corrupto também é corrupto" --- Se você é uma pessoa honesta, que vive exclusivamente de seu salário, que não trambica ninguém, que age como é exigido do funcionário ético, certamente não terá condições de acompanhar o estilo, a pedalada e a vida de um corrupto.
.
Como o dinheiro do infame é conseguido de forma ilícita e em grande quantidade, a tendência é que ele o gaste sem muito cuidado e até mesmo sem qualquer"kigila". Assim comprará bens de consumo caros, frequentará restaurantes de luxo cujos os preços não são condizentes com o sabor dos piteu, viajará para locais inusitados, se hospedará em hotéis de alto luxo e você, o honesto certamente não terá condições de acompanhar este "mundo da fantasia corrupta". Então como a vida não é uma ilha e todos os homens gostam de companhia, o corrupto terá que absorver algumas despesas que são suas para tê-lo ao seu lado em uma viagem de fim de semana, nas Tugas, África do Sul ou mesmo em"fugidinhas" no final do dia , onde quiserem.

Como o dinheiro do ladrão vem fácil, ele também o gasta facilmente. Desta forma, na casa do corrupto (quintas ou chalé nos Alpes Suíços), toda aquela mordomia, são pagas com o meu, teu dinheiro e com as lágrimas de todo um povo que sofre de fome. E, você, ao aceitar esta condição confortável acaba participando dos crimes praticados no exacto momento em que aceita não denunciar ou pelo menos tornar público o que sabe (demonstrando covardia), contrariando seus dogmas (falta de ética), para não " perder o amigo " (hipocrisia), enquanto curte as mordomias oferecidas com dinheiro sujo (corrupção).

Esclarecido a tese:" Amigo do corrupto também é corrupto " Vou falar ou escrever sobre o verdadeiro assunto que me levou a assentar em frente ao meu computador hoje, num dia de domingo 21 de Dezembro de 2008, com um tremendo frio por essas paragens. O cônjuge do corrupto!
.
De todas as pessoas infelizes neste mundo, talvez aquela que deve ser considerada a mais digna (de todas as penas) seja o cônjuge do indivíduo corrupto apodrecido -- o ladrão do bem público. Não obstante viver de forma confortável, o cônjuge do corrupto deve sentir-se mais imprestável dos seres.
.
Além de ser tratado com objecto, sem a atenção necessária, ainda se vê obrigado a admitir (para si ou parentes os demais da sociedade) que é traído e mesmo. Observamos o caso mais comum: da mulher.
.
"A mulher do corrupto" Enquanto curte roupas e jóias caras compradas com dinheiro maldito, seu " adorável" esposo está nos braços de outra -- mais novinha, fofinha e vistosa. Por ser indivíduo desprovido de escrúpulos, até porque é corrupto, este ser desprezível não respeita nada que não seja o seu bem individual.
.
Para o corrupto pouco importa a amizade e o amor. Quando se trata de conseguir vantagem para si, o desventurado se torna um tractor e "patrola" o que esteja na sua frente. Como na grande maioria das vezes a mulher / principal do corrupto tem idade próxima a dele. Enquanto o dinheiro subtraído ajuda na formação da barriga, no caso da mulher vai sustentando com muito dinheiro no bolso e saúde para dar e vender, o corrupto já não olha para a companheira da forma carinhosa, como no tempo em que não tinham dinheiro, que eram pobres.
.
Manos todos nós sabemos que isto é pura verdade. Desprovido de qualquer tipo de consideração para com os outros (inclui-se ai as esposas),o corrupto " vai á luta " e procura uma substituta - novinha - bonitinha de mbunda redondinha, peito lisinho e cheiro agradável.
.
Tudo em busca da juventude perdida cheio de kumbú" o que na verdade é meu, teu e de todos nós", o famigerado facilmente encontra a nova metade da laranja e passa a tratar aquela "coisa" que tem em casa como dama antiga e cansada para as suas fantasias.
.
A desculpa sempre será; dei tudo para aquela gaja, sustentei ela estes anos todos e os seus parentes, aquele para compensar a convivência com a "dama velha". o corrupto conquista outra. No caso da mulher (ou do marido da corrupta), não existe nenhuma excepção á regra.

Berlim aos 21/12/2008
Fernando Vumby
*Titulo adaptado

4 comentários:

Sr. Overground disse...

Vejo de devo ler, estudar, aprender mais sobre Angola.

Logo quem sabe escrever sobre Angola.

Abraço.

Gil Scott The heron disse...

Angola Corrupta???? fogo eu ja nem a imagino sem ela..... tem de andar de maos dadas...

Angola é um Principado, passa de pais para filhos.... só quando ouver a ultima pedra de diamante é k vamos ter descanso e os filhos com eu, podem ter uma REAL OPORTUNIDADE

vou guardar este blog e ler

paradoXos disse...

Gostei do que li, sinceramente revolta-me esta disparidade e egoismo!
Abraço

Jonas disse...

Esta realidade já é velhíssima em toda a África ex-colonizada; por isso é ainda mais triste sabê-la tão maltratada, tão rapinada por antigos combatentes da liberdade:
Afinal, a Liberdade pela qual se lutou não era aquela que leva à autodeterminação dos povos, mas outra, a liberdade de igualmente se corromperem muito, tal como os colonos o faziam de forma mais discreta.
E não vejo jeito de as coisas se alterarem, nem futuramente pelos jovens angolanos que por esta Europa se vão formando.
Formando, mas com que valores, com que exemplos? É que também a Europa vai ficando podre...
Morre-se-me Angola todos os dias, nesta agonia das notícias que de lá recebo.