quarta-feira, outubro 4

Trabalhadores da Rádio Nacional de Angola (RNA) Pedem SOCORRO...

Esta carta foi enviada via e-mail, por alguém que se intitula como funcionário de uma estação de rádio em Benguela, Rádio Nacional de Angola (RNA), e pede por socorro como podem ler a seguir:

Exmos. Srs.
Escrevemos esta carta em forma de pedido de socorro, para que possam expô-la no vosso Blog, para que alguém a leia e nos acuda pois não temos mais ninguém a quem recorrer (…) Nós aqui na rádio em Benguela estamos desesperados e temos a esperança que alguém com poder nos oiça e nos salve do demónio (…) Já denunciamos a situação ao público angolano, ao Partido, aos jornais (Folha 8), a direcção central em Luanda e ninguém nos houve.
(…) Assim não tendo a quem mais recorrer agradecemos que nos ajudem publicando isto no vosso espaço.
Obrigado.



“Os casos que vamos relatar poderão não merecer aceitação de todos, face ao silêncio sepulcral de quem tinha o direito de velar pela coisa pública. Não são avulsos nem gratuitos, apoiamo-nos numa colecta de décadas de sofrimento, sacrifício, paciência pelos nossos filhos, ante a arrogância, a prepotência e a incompetência, do Director da Emissora de Benguela. Todavia, acreditamos que estaremos a contribuir para uma gestão transparente e para o espírito da boa governação.

Esperamos que nos compreendam e que de uma vez por todas, se acabe com o desespero e a ambiguidade reinante, devolvendo a alegria, a satisfação e a dignidade que todos nós merecemos. Fazemo-lo por esta via, porque não temos outra solução, nem alternativa.

O Camarada Director Gregório é um exemplo acabado de enriquecimento rápido e de forma ilícita. A gestão da rádio Benguela ganhou contornos arrepiantes, horripilantes e incríveis, por parte do senhor Carlos Gregório, o todo poderoso Director, imposto pelo Dr.Manuel Rabalais, Ministro da comunicação social e ainda Director geral (de facto) da RNA. Uma gestão ruim, disparatada, fenomenal que já carrega década e meia (desde 1992). Um Director excêntrico, introvertido, invejoso, perseguidor dos melhores quadros que a rádio Benguela teve. Vejam o seguinte resumo:

1. -Entre 1995 e 2001, proibiu que o trabalhadores se superassem academicamente (aqui vénia seja feita ao Director Rabalais, que travou a pandemia).Na maioria só tínhamos a 6ª,7ª e 8ª classe. Nunca nos promovia, antes pelo contrário, sempre nos discriminou. E tudo que vamos falar a seguir, o Partido sabe.

2. -Em 2003 transformou-se em super director, ajudado pelo Sr. Miguel Braz da direcção central.

2.1. -Os três carros da Emissora provincial de Benguela, servem para apoio à sua loja, aos seus filhos, quer os de casa quer os da segunda mulher.
3. -A sua esposa continuou a receber salários (1999-2001) quando já não trabalhava na emissora.

4. -Os repórteres circulam a pé, porque ele privatizou as viaturas em seu beneficio, dos seus colegas de faculdade e de alguns ex-professores seus. Prefere apoiar amigos em detrimento dos trabalhadores e depois quer dar um ar de ser exigente.

5. -Ninguém sabe o que é feito dos USD 1.500.00/mês e 15 grades de cerveja/ mês, que recebe do "Soba Catumbela" (CUCA BGI). Já lá vão no papo, contas bem feitas desde 2004, qualquer coisa como USD 56 Mil.

6. -Em função da sua desconcertante política de gestão, visão e sentido de direcção, esteve no afastamento de quadros competentes, como: Alexandre Lucas (actual director da comunicação social em Benguela, chegando ao ponto de quase entrarem em vias de facto…), João de Almeida (actualmente no Canada), Céu Marques, Síria de Castro, Mário Afonso (fundador do Gaep), Adão Gabriel, do Kota Carlos Alberto Pimentel, e o Engenheiro Mendes Filipe (estes dois em 2004 de forma compulsiva).

7. -Continua a passar uma certidão de morte laboral lenta ao João Carlos de Carvalho (bom locutor da rádio Benguela, nos relatos de basquetebol). Coitado do melhor locutor do futebol, Domingos Januário, ex-assessor seu, hoje a passar pelas passas do Algarve. Hoje ele que é o único Dr. que temos. Está a passar mal, até já é punido como nós, "coitado". Mais outras vítimas, a Kota Eduarda Feliciano, que não suportou mais a onda discriminatória do "Hércules" chamado Carlos Gregório, o todo poderoso que conta com apoio do Ministro. Faz e desfaz.

Outros casos:

8. -Nas quadras festivas, ao invés de distribuir cabazes aos supostos membros do conselho de Direcção, deleita-se em operações de charme. Distribuindo os especiais aos amigos.

9. -É desumano. Esteve na origem das mortes de Domingos Kapuki e do mais velho Higino, (um estafeta e um continuo), por falta de apoio social. O mais caricato é que nunca ousou autorizar uso das viaturas para funerais
10. -Nunca se dignou visitar os trabalhadores em casos de doença, só o fazia quando pressionado a partir dos superiores em Luanda.

11. -Em 2000-2002, adjudicou em forma de cambalacho a reparação do edifício da Rádio a um suposto empreiteiro, quando a olho nu se sabia que o homem era jogador de andebol e agente cultural; Um tal de Tó Zé Piranha, presentemente no Huambo. Uma empreitada suportada pelo governo de Benguela, também "cego", como é ou finge ser, em USD 30 mil na altura. Obras todas aldrabadas, (com os trabalhadores a serem apanhados na praça da Caponte), e que na prática ficariam em USD 2 mil. Dividiram a massa: nenhum membro do conselho de direcção tugiu ou mugiu. Afinal o homem é prepotente e ditador, o que faz lembrar Hitler, Mussolini, Pinoché, Staline e tantos outros.

12. -Presentemente, comprou uma casa nas imediações do estrela 1º de Maio (mas ele diz que o Ministro é que lhe ofereceu, em função de um negócio… que só pode ser obscuro) mas como não somos distraídos, sabemos que saiu dos USD 1.300.000, um milhão e trezentos mil aplicados na modernização da Rádio Benguela em 2003-2005, ficando-se por 50% o que "mamaram a massa em comissões". Um tal de Tó Carpo da TECNOCARPO, associada ao governo de Benguela através da TECNO5.

12. -E não fica por aqui. A roubalheira e os prejuízos à empresa, são tantos, que já conseguiu comprar vários carros de trabalho e uma viatura Mitsubishi Pagero azul, que se exibe com ela na cidade fruto das engenharias que faz com os dinheiros da publicidade, patrocínios e outros "quês" e quejandos (mas há quem diga que foi o reconhecimento do tal Tó Carpo por lhe ter entregue as obras da Rádio). Ora essa... o homem é tão bonito, que este ano o Ministro Rabalais lhe ofereceu uma carrinha Hilux vermelha, novinha em folha (Só ele sozinho, tem no seu parque automóvel seis (6) viaturas.

13. -Levou consigo três (3) grupos geradores LISTER. (um está no Escondidinho uma discoteca local e outro ao lado da casa dele, o terceiro tem destino incerto)

14. -Quando os trabalhadores lhe pedem para a empresa ser avalista junto das facilidades que o banco (BFA) oferece, não aceita, alega sempre vários argumentos.

15. -Não tem uma estratégia traçada para o desenvolvimento da Rádio que se supõe dirigir, em função de bons quadros que tem. Uns até são técnicos superiores como o kota Januário, o puto Santos júnior, o chefe Lilás. Pelo contrário, rema contra eles. Inventa sempre algo, citando sempre Luanda para se superiorizar. Tortura-os psicologicamente e eles, coitadinhos, aceitam ser engomados. Custa acreditar, custa crer que andaram numa Universidade, o centro do saber.

16. -De vergonha em 2004 meteu-se a estudar direito na PIAGET, onde paga USD 250 mês. Há quem diga, que é por obrigação do amigo dele, o ministro Manuel Rabalais (alias ele é o sócio-gerente da Mattishopping, da qual é dona a esposa do ministro). Um supermercado que consome quase todo o combustível da rádio, chegando o ponto de fechar cedo, por falta de combustível, pudera!...

17. -Em 2004, o Governador Dumilde Rangel e o 1º secretário do MPLA informados pela célula do partido, propuseram a sua exoneração, mas o Director Geral da RNA, não aceitou, (claro é o homem dos seus negócios, em Benguela, kaimbambo onde comprou uma fazenda e Cubal, onde ficou com o antigo terreno da rádio).

18. -O Director Gregório diz mesmo em bom som… "quem manda nesta merda sou eu, quem não me quer ver aqui, que vá embora e quero ver onde se vão queixar. No ministro nem pensar, no Eng. Filipe Diatezua, este não manda nada, está lá por estar. É apenas uma figura decorativa. Vocês todos sabem que, quem manda é o Director Rabalais. Então cuidem-se comigo e portem-se como gente...".

19. -Tem uma amante, que inclusive já deixou um bebé de três meses (filho seu) no hall da Rádio.

20. -Este homem detesta a liberdade e a criatividade dos outros, gosta de protagonismo absurdo. Ele é malfeitor, é um camaleão disfarçado que fica amigo dos trabalhadores quando está "à rasca", como aconteceu em 2004, quando o próprio DG queria que ele fosse embora por estar farto das suas brincadeiras.

Conclusão
Agora perguntamos…Com estas matérias de facto, aqui narradas, num país de verdade não levariam a uma investigação aturada e profunda com suspensões imediatas à mistura? Isto não é caso para a Procuradoria-geral actuar de imediato? Onde anda a investigação criminal? Onde andará a Direcção Geral da Rádio Nacional de Angola (será conluio)?"

8 comentários:

Mankakoso disse...

Pôgas!!!
Prepotência na província também é anssim ilimitada???
Se esse mambo for verdade é altamente gravozu e dênunciável.
Eskravatura já akabou! Komé esses mais velhos a maltratarem anssim irmãos iguais?
Não dá!!!!!

Kiara disse...

Uma pessoa quase chega a ficar sem palavras, perante tamanha (nem encontro a palavra)sem vergonhice. A ser verdade o que este post relata, é de lamentar que as altas esferas, no fundo quem de direito, não faça nada e fique impávidamente olhando para tudo o que acontece na RNA.
Só me ocorre dizer aos trabalhadores da RNA - CORAGEM - não esmoreçam, não baixem os braços, recorram a tudo quanto for possível, para acabar com essa pouca vergonha!!! Mas falar é tão fácil...e quem está de fora também julga muitas das vezes, que tudo se resolve com facilidade, quando não é assim...

Enfim, FORÇA, um abração a todos.
Kiara

Anónimo disse...

Parece que a prepotência, o abuso ilimitado de poder, o desrespeito e a falta de valores estão mesmo generalizados. Pelo menos ao denunciar já se dá um pequeno passo e ainda que não se faça nada ou que nada melhore, pelo menos já não é por falta de conhecimento. Enfim, resta desejar boa sorte para essa luta. Não vai certamente ser fácil...

ELCAlmeida disse...

Tomei a liberdade de alertar no Pululu para este assunto.
Kandando
EA

PlayingTheAngel disse...

Nunca desistam do vosso sonho
Voces conseguem

bjtos

Anónimo disse...

O desrespeito e a falta de valores estão mesmo ser globalizados. o que é de agradecer é o facto que o povo angolano chegou até neste ponto de denunciar certas coisas que foi impossivél nos anos 1975 -2000, já se dá um pequeno passo e ainda que não se faça nada ou que nada melhore, pelo menos já não é por falta de conhecimento. é ainda vos informe que essas coisas entrou até nas igrejas, abrem os vossos intendimentos as eleições vem ai os pastores foram utilizando, quem sera o vosso candidato? Enfim, resta desejar boa sorte para essa luta. Não vai certamente ser fácil...
esperamos de uma angola melhore, de bons dirigentes; e um bom futuro ? procuramos a compreender certas coisas escondidas em baixos dos cabinetes. Enfim,resta desejar boa sorte para essa luta. Não vai certamente ser fácil...

Anónimo disse...

Sou angolana,fico triste sempre que penso que nós "angolanos" precisamos aprender muito sobre;cidadania,igualdade de oportunidade,respeito pelo proximo...Quando tivermos noções disso aí então muitas das situações supra-citadas deixarão de existir. Continuem a vossa luta,façam tudo que estiver ao vosso alcance,resoluções para estes problemas de certo surjirão.
Força pessoal, voltarei para ver a vossa vitória.
Jinhos

Francisco disse...

Amigo, sabes que ao divulgares estas realidades todas. podes ser castigado, mas é preciso muita gente como tu, e divulgarem muitas mais situações incorrectas que existem na RPA...Um abraço amigo... Força