sábado, março 3

Acidente no Eixo Viário (Luanda)

INSPECÇÃO PERIÓDICA OBRIGATÓRIA era o suficiente para se poupar muitas vidas nas estradas de Angola.

Num país já de si devastado pela guerra, com enormes deficiências de cuidados de saúde, com doenças como a Cólera, ainda temos o perigo das estradas com carros a circular que se o Governo de Angola e o seu Executivo fossem corajosos já teriam tomado medidas que (corajosas) são necessárias para controlar e regularizar o trânsito em Angola, particularmente na Capital Luanda.

O próprio Governo não dá o exemplo! As viaturas ao serviço do Estado encontram-se, na maior parte dos casos, como o mesmo défice de segurança. É frequente sermos interceptados por carros da polícia de trânsito sem piscas, sem faróis, muitas vezes a circular a noite. É frequente ver carros da fiscalização de GPL (Governo Provincial de Luanda) a circularem com deficiências que no Código de Estrada actual não são permitidas. E se formos para as Províncias ai o panorama piora de forma monumental.

É imperioso eliminar das estradas de Angola carros que, como este que causou o acidente que podemos observar em baixo do post, circulam sem oferecerem condições aos utentes da via pública, tantos aos ocupantes da própria viatura como os inocentes que circulam nas vias.

Estou certo que o parque automóvel actual, um misto de HUMMERS de 2006 com camiões IFA que circulam a mais de 30 anos em Angola e que estão fora de circulação nos seus países de origem, iria reduzir drasticamente.

A medida, alem de reduzir o parque automóvel obsoleto, contribuiria para melhorar a segurança e diminuía substancialmente problemas como o intenso tráfego de circulação que nos últimos anos fustiga a vida dos utentes que usam as estradas no dia dia, cumprindo as suas tarefas de trabalho, para poder levar o Pão-Nosso de Cada Dia a mesa. Reduziria também a escassez de estacionamento, muitas vezes ocupado por sucatas.
É frequente ver-se na cidade de Luanda, nos espaços públicos, carros acidentados que os donos não têm dinheiro para concertar e ficam ali a ganhar pó, durante anos e anos, a desadornar uma cidade bela que carece de politicas correctas por parte daqueles que tutelam as responsabilidades politicas.

-Claro que medidas corajosas como essa teriam as suas consequências, aquelas que o Executivo não quer em tempo pré eleitoral, mas bastava ao Executivo que Governa o meu país fazer o trabalho de casa, copiar o que os outros países que tinham o mesmo problema fizeram.
Criar um plano de emergência para fomentar e incentivar a renovação das frotas dos empresários da camionagem, com empréstimos bancários e isenções de impostos, particularmente Alfandegários.
(Ex: Um empresário que importe um camião para trabalhar paga o mesmo imposto Alfandegário que o vizinho do lado que importa um Porche Cayenne para passear) Não pode ser!!!

-Proibir a importação de “sucata”, carros velhos, da Europa e outros.
.
Estas são algumas medidas que se podem tomar... Será que há vontade política e coragem para implementa-las???
.
.
Fotos enviadas por e-mail, por um leitor anónimo.

2 comentários:

africamente disse...

Um novo espaço de encontros e amizades , com videochat, mapas, blogs, albuns de fotos, videoteca, música e noticias sobre Africa! www.africamente.com

Mankakoso disse...

É vredade môs kambas!
Na nossa ngimbi andam lá entrare bwé de karros todos eles bem pôdres e depois ficam só a se peidare bwé de fumos tóxikus nas karas dos outros. também éssa eixuviário ou kiê, não xtou mbrussubere komo é ke éssas camiões de kontentores andam subire lá!
Porra!!! Éça terra anssim vai parare aonde?
Fui!