terça-feira, junho 13

Portugal 1 - Angola 0

E assim foi… Tugas e Mangólés unidos pela festa do futebol. Juntos cantamos o hino, juntos aplaudimos as melhores jogadas e juntos suspiramos… Uns de alegria… Outros de tristeza... Acima de tudo, juntos fizemos a festa na Alemanha, em Angola, em Portugal e um pouco por todos os cantos do mundo fora.

Estive lá a apoiar a nossa selecção!
Vi portugueses com bandeiras de Angola e angolanos com bandeira de Portugal. Vi Angolanos a trocar cachecóis com portugueses e portugueses a trocar cachecóis com angolanos. Vi povos irmãos a festejarem desde o início até ao fim e nem mesmo a derrota de Angola acabou com a festa (não fossemos nós um povo com muita alegria, mesmo com todas as adversidades).

Futebol é festa! Futebol é alegria! Futebol é o desporto que une o rico e o pobre! O fair-play dentro e fora do campo mostrou que é mais aquilo que une os nossos povos do que aquilo que nos separa. Cachecóis e bandeiras no alto, gargantas afinadas ao som das claques e dos batuques, assim foi o encontro que teve lugar em Colónia na Alemanha.

Antes e depois do jogo fizeram-se as conversas do costume e cada um puxava a sardinha à sua brasa tentando acertar no resultado final (que acabou por ser favorável a Portugal 1 – 0).

Alemanha é uma boa anfitriã! Gostei da cidade de Colónia (infelizmente a única que pude conhecer). Eram muitos os alemães que se passeavam de cachecóis e bandeiras de Angola (talvez porque as cores das bandeiras sejam idênticas), ouvi-os no estádio a vibrar e a puxar pela nossa selecção, muitos deles pediam-nos para tirar fotos connosco, abraçavam-nos como se fossemos amigos de longa data. Povo simpático! Imaginava-os arrogantes e um pouco racistas, felizmente surpreendi-me, constatei que não são!!!

Boa sorte Angola! Boa sorte Portugal! Aproveito também para desejar as outras equipas presentes neste Mundial Alemanha 2006, em especial ao nosso outro irmão, o Brasil, um bom campeonato e que vença o melhor.

FORÇA PALANCAS!!!

4 comentários:

K. disse...

Foi la em Colonia sim, a claque angolana nao parou 1 segunto e la dentro um jogo de igual pra igual, nao fomos os vencedores mas vencemos com o nosso espirito. Cantei o hino bem alto e ainda estou rouco hj de tanto gritar. Tb fiquei super surpreendido com os Alemaes e da forma como torceram por nos que em certa altura ate cantaram mais alto q as duas claques. Fora do campo, na cidade tb foi a festa das duas claques q se juntaram para cantar e dancar juntas numa das pracas centrais. Angola ja ganhou!

Mankakoso disse...

É mejmu anssim, mô kamba! (Touta fazere ideias, xê!)
Angola si porrtou bem! Mêrecemu lá as nóssas felissitações!!!!!
ANGOOOOOLAAAAAAA!!!
Palankas Négras, Brancas (só uma) e Latônas ou Mustícias ou kiê! Ehehehehehheh!
Numa naice, sem makas!!!!
Kandandu!

Denudado disse...

(...)Povo simpático! Imaginava-os arrogantes e um pouco racistas, felizmente surpreendi-me, constatei que não são!!!(...)

É curioso verificar que os próprios alemães contribuem para a sua própria má fama. É frequente ouvi-los dizer: «Nós, alemães, somos antipáticos, somos racistas...» Temos de ser nós a dizer-lhes que não senhor, eles não são antipáticos nem racistas! Enfim, existe uma minoria que o é, mas ela é tão pequena que não conta. O alemão médio é modesto e prestável para qualquer pessoa de qualquer cor, essa é que é a verdade.

Anónimo disse...

É isso mesmo, tirando uns poucos "mal iluminados de Portugal e Angola" Tugas e Mangólés sempre foram amigos.
Que viva Angola e Portugal,o futuro será brilhante!!!