quinta-feira, março 30

Caros amigos leitores,

No seguimento de algumas reclamações e falsas acusações chegadas até ao endereço electrónico e também em outros espaços deste Blog, sinto-me obrigado a prestar alguns esclarecimentos que têm como alvo todos aqueles que não enxergam além da bajulação partidária. Está na hora de deixarem de olhar para os vossos umbigos e interesses e olharem para o povo, o povo de Angola!!! Por amor a pátria e não a um partido!!!

Em anexo segue um dos muitos e-mails/reclamações e respectiva resposta. E-mail que foi seleccionado entre vários porque apresenta uma opinião razoável e não contém linguagem imprópria. É dos mais simpáticos que recebi. Acreditem!!!

Desta forma, espero que se acabem com as acusações mais descabidas que tenho sido alvo, eu e o espaço “Desabafos Angolanos”, e que se perceba de uma vez por todas que este é um espaço que não foi concebido para adulterar a imagem de Angola mas sim de critica, aberto a todos que queiram participar com os seus textos. (Desabafos)

ANEXO
“Olá!
Sou angolana e vivo mesmo em Luanda, gosto por demais do nosso pais, por isso tento fazer o possível por saber o q dizem de Angola e como anda a sua imagem no mundo. Já li algumas das matérias feitas por vocês e estou a gostar do trabalho que têm efectuado. Só queria salientar que devemos acima de tudo mostrar ao mundo (pk acredito q este site n é apenas visitado por angolanos e, mesmo q fosse muitos deles q se encontram fora pouco ou nada sabem do pais) que melhorias têm sido feitas e, que o país precisa do apoio de todos nós p um melhor avanço político, económico e social.
Desta forma acho que se devia fazer mais matérias sobre os esforços já feitos por parte do governo e fazer uma campanha de forma a despertar todos os angolanos p unir forças e lutar por uma Angola melhor.
Muita gente diz «isto já podia estar melhor...», mas esquecem que a guerra que acabou foi a das armas, agora há outras guerras a enfrentar, como a da fome, saúde, alfabetização entre muitos outros problemas existentes. E, para isto não podemos só esperar que o governo ou as autoridades o façam, temos que nos unir e contribuir.
Volto a dizer que gostei imenso do vosso trabalho e se puder fazer alguma coisa ou ajudar no vosso trabalho estou as ordens.
Melhores cumprimentos.”

RESPOSTA
“Cara amiga,

Em primeiro lugar quero agradecer pelo facto de ser leitora deste blog e obrigado também por escrever as suas preocupações que, no seu todo, são legítimas e justificadas.

A intenção deste Blog não é a de demonstrar que Angola é bonita ou desgraçada. É o Blog de todos os angolanos, onde se fala de tudo um pouco, do bem e do mal. Tento que este blog tenha conteúdos actuais e que sejam de utilidade para o leitor visitante. Infelizmente as pessoas escrevem para o blog com matérias que de uma ou outra forma apenas mostram os podres de uma sociedade emergente e ineficaz que não tem voto na matéria, não participa em nada que diz respeito aos destinos do país. (De certo que a amiga nunca votou e nem sabe quando irá ter essa oportunidade!)

Contudo a beleza de Angola já é muito conhecida além fronteiras. No blog podemos encontrar vários links que nos levam a visitar álbuns e galerias de fotos que são de encantar qualquer um. Seja angolano ou não! Mas desde já convido-a a escrever um post com um tema a sua escolha, dentro do propósito que motivou a sua critica.

Não quero passar a imagem que este blog existe para denegrir Angola, minha terra mãe, minha casa! Apenas não gosto de tapar o Sol com peneira e por isso vou desabafar com tudo aquilo que acho errado, e é isso que temos feito neste blog, alertar para males que todos sabemos que existem mas que nunca falamos e fingimos que não vemos e não ouvimos.

Estou de acordo quando diz que devemos mobilizar-nos, em todos os sentidos, para levarmos o nosso país a bom porto. Eu estou a fazer a minha parte com este blog. Considero que apontar as enfermidades é um bom caminho, porque quem tem a cura poderá através deste espaço localizar a infecção e aplicar o antídoto no devido local.

Neste blog fala-se, entre outros, de política mas não se partidariza. A amiga pede que o blog elogie os feitos do Governo (MPLA) depois da guerra. Infelizmente não irá ser possível pois somos isentos de cores partidárias. Se fosse a UNITA ou a FNLA ou outro qualquer partido no poder iria agir com a mesma conduta. Denunciar tudo aquilo desacertado que chega aos meus ouvidos e olhos. Mas atendendo ao seu pedido abrirei uma excepção. Se a amiga souber de algum feito do MPLA que tenha efectivamente melhorado a vida dos angolanos (excluindo aqueles que são da família MPLA) aguardo ansiosamente pelo seu texto.

Com os meus melhores cumprimentos,

Um abraço amigo,

M.N”

12 comentários:

ELCAlmeida disse...

Uma denúncia ou uma crítica - e qunado são feitas na justa medida de provocar alterações qualitativas - não podem ser condideradas como actos de depreciação mas sim como um legítimo exercício de cidadania.
Nem depreciação nem destruição da imagem; para isso já outros, infelizmente, muito contribuiram.
Por isso, meu caro amigo MN não pare porque sei que é esse o seu - meu e nosso - dever cívico. Cabe-nos a nós denunciar,e sempre que possível, o que está mal e aplaudir o que de bom sempre se fizer... aguardamos ansiosamente.
Um grande kandando
Eugénio Costa Almeida

Salucombo_Jr. disse...

passo citar:
"A intenção deste Blog não é a de demonstrar que Angola é bonita ou desgraçada."
fim de citação.
esta feito o meu comentario a este post interessante.

Phwo disse...

MN,
Só a crítica e a diversidade de opiniões nos leva ao progresso, pelo que temos essa obrigação.
Cada indivíduo ou cidadão deve ser livre para poder, com felicidade, exercer o direito à sua opinião.
Um blog não deve ser um instrumento político. É um espaço pessoal de liberdade e partilha.
Ninguém tem o direito de julgar sem saber o que nos leva a determinados desabafos.
Nós TAMBÉM vivemos em Angola e estamos atentos. A tudo. Ao bom e ao mau. Há que ser superior. Além do mais, muitos dos que "bajulam" são os primeiros a ter condutas "reaccionárias".
Eu conheço a Angola "profunda". Abaixo a hipocrisia!
Um beijo e obrigada por seres assim.

Anónimo disse...

A culpa eh de todos os angolanos, burros, comecando pela Unita, passando pela FNLA e acabando no MPLA, incluindo o povo q deixou chegar onde se chegou, nao ha ponta por onde se lhe pegue. Vao la plantar batatas. A sim motivo pra falar mal, mt mal, falar dessa miseria toda sem motivo nesse pais q so falta sarna pra se cocar. Guerra nao eh desculpa, pq q se fez guerra(dps da independecia)? burros. E eu sou angolano!

Anónimo disse...

A culpa eh de todos os angolanos, burros, comecando pela Unita, passando pela FNLA e acabando no MPLA, incluindo o povo q deixou chegar onde se chegou, nao ha ponta por onde se lhe pegue. Vao la plantar batatas. Ha sim motivo pra falar mal, mt mal, falar dessa miseria toda sem motivo nesse pais q so falta sarna pra se cocar. Guerra nao eh desculpa, pq q se fez guerra(dps da independecia)? burros. E eu sou angolano!

Kulatra de AK disse...

Angolano? Tu? A viver num burgo de "Luxo". Na Europa?
Que angolano tem coragem de vir aqui chamar burros a todos e ao povo inclusivé?
Só podes ser um racista nazi. Se calhar um colono expulso ou que fugiu de Angola com o rabo entre as pernas cheio de medo dos verdadeiros donos da terra.
Angola não está bem, mas gajos como tu até eu teria o prazer de enfiar numa cela a cheirar a trampa. Ou então afogar-te na baía. Também fazias ski?

Anónimo disse...

Antes de me afogares ja eu explodi na tua cara, alias, na tua e na cara de todos os q n tem respeito pela miseria alheia q conseguem sair a noite e passar por cima de quem ta a dormir na rua sem tecto por cima. E povo burro sim q n fez uma revolucao pra tirar toda essa escoria ai de cima q faz vida aonde os outros n tem vida. Posso ser o q me quizeres chamar Se ser nazi ou colono eh querer igualdade social...E por acaso n sai dai com o rabo entre as pernas, nasci, cresci e estudei ai, a minha cor n me ia fazer ter mt sucesso na Europa

MN disse...

Ilustres amigos

Muito feio, muito feio mesmo!
Este espaço serve para debatermos e não para nos insultarmos com ameaças. Que dirão e pensarão os nossos leitores quando constatarem que os angolanos não se entendem nem mesmo em blogs. Será que somos um povo tão inculto e intolerante que não consegue ser unido?

Temos de perceber que vivemos num mundo plural onde cada um tem a sua convicção. Devemos respeitar todas as opiniões, mesmo aquelas que diferem das nossas, sem que para isso tenhamos de recorrer a insultos ou exaltar ânimos. Foi este, entre outros, um dos motivos porque andamos a guerrear durante 30 anos.

Tolerância meus Srs.

Concordo com o amigo que diz que somos “burros”! Doa a quem doer. Somos!!!
Fomos nós, única e exclusivamente nós, e continuamos a ser nós, que permitimos a desorganização e a corrupção em Angola. Somos nós que sujamos as ruas, somos nós que conduzimos caoticamente, somos nós que permitimos que os políticos façam guerrilhas e lutem com armas. Todos os dias deixamos que os nossos direitos sejam alienados. E a lista continua…

Chega de hipocrisia. A culpa não é dos portugueses, não é dos mulatos nem dos brancos. È dos Angolanos (independentemente dar cor, religião ou posição geográfica actual).

Comportem-se como gente civilizada.
Obrigado

Anónimo disse...

O q faltava em Angola era um bocado de fundamentalismo pra ver se os dirigentes acordavam pra os verdadeiros problemas do povo e deixavam de perder tempo na assembleia a discutir sobre a nova remessa de carros pra os deputados. Q pouca vergonha! Se houvesse uns actos esporadicos como no Iraque talvez ja tivessem pensado em melhorar as condicoes de vida do povo pra diminuir o descontentamento, mas o povo angolano eh pacato, de brandos costumes.

Mankakoso disse...

Porrada nus gaju!!!!!

Anónimo disse...

Criticar e apontar os defeitos... faz parte da natureza humana. Por exemplo um musico ou artista muitas vezes tem muita mais facilidade em escrever uma musica triste ou pintar um quadro sombrio do que algo alegre. Deve-mos continuar a apontar o que está mal, mas na mesma medida devemos apontar os esforços que estão a ser feitos para melhorar ANGOLA.

Shara disse...

Querido MN,

independentemente de todas as criticas, desde que o teu blog continue a não deixar que se "tape o sol com a peneira", já tem parte dos objectivos cumpridos.
Sente-se sempre, à boa maneira angolana, uma atitude de "não gostas da terra" quando se tenta mostrar que as coisas não estão bem. Essa ideia de querer mostrar constantemente que somos bons, que estamos bem... acho que terá muito a ver com o facto de durante muitos anos não termos sido verdadeiramente livres para dizer o que achamos do que se passa no nosso país.
Se não me engano era o Paulo Flores que falava de algo que o fazia "suportar o orgulho de ser angolano". Acho que somos todos muito assim, assumimos os erros, aceitamos o que está errado para proteger a nossa terra, para não dar o braço a torcer. Mas não está correcto. Tal como ha muitas coisas boas, há muitas coisas más sim! E por muito que nos doa admitir isso, só admitindo e encarando com sinceridade é que conseguiremos mudar algo.
E ai, palmas para ti, que tens conseguido manter este blog sem subterfugios nem "paninhos quentes".