quarta-feira, janeiro 18

A CAMPANHA ELEITORAL JÁ COMEÇOU!!! PARTE III

Tal como anteriormente, em dois posts publicados neste espaço – A campanha eleitoral já começou – I, II – eu referia que a campanha em Angola já tinha começado. Hoje, depois de ler a notícia do alegado desvio de 15 milhões de Dólares dos cofres do Ministério das Relações Exteriores, por altos funcionários, publicada pelo Jornal on line “Angonotícias”, reafirmo que ela está aí e é para continuar mesmo antes do anuncio oficial da data para a realização das eleições. Só isso explica a iniciativa do Presidente angolano em mandar o Ministério das Finanças investigar possíveis desvios no Ministério das Relações Exteriores!
.
Não quero ser injusto nem criticar por criticar mas pergunto, só agora é que o Presidente angolano deu conta que se desvia dinheiros públicos dos vários Ministérios em Angola? Creio que não, e a sua atitude nesta altura só se explica por razões eleitorais, para mostrar serviço ao Povo. Não acredito noutro motivo que não seja este. Poderá também ser a eliminação política de um “peão” que deixou de ser útil ou desrespeitou as “regras do jogo” ou os montantes ”autorizados” a desviar pelo chefe máximo ”Rei” do jogo.
.
Alerto aos angolanos para que não se deixem enganar e que aproveitem as próximas eleições, caso se realizem, para mudar a classe dirigente que enriquece enquanto o Povo morre à fome!
Por último, gostava de saber se de facto for provado que estes desvios aconteceram e que os acusados (Embaixador de Angola num país Africano e outros altos quadros) são culpados, qual o desfecho desta contenda?
.
Por:
O'MBAKA
Para aceder na íntegra ao conteúdo desta notícia, click aqui

4 comentários:

MN disse...

Isto é grave!

Os desvios:
Mais um caso dos muitos que proliferam pela esfera governativa de Angola, que nunca vêm ao cimo e são sempre abafados entre arquivos. O desfecho é o de sempre… deixa de ser embaixador num lado e vai ser embaixador noutro lado, ou quiçá… desce de cargo para cônsul na pior das hipóteses.


A actuação:
Não estamos habituados a “Democracia” foram muitos anos de Mono partidarismo Comunista (1975-1992) e depois, a era Pseudo democrata (1992-2003). Hoje estamos perdidos no tempo e no espaço, não sabemos qual conjuntura politica de Angola, a moldura humana é a mesma à 30 anos, duvidamos das intenções do presidente, nunca o vimos a actuar dessa forma é legitimo não acreditarmos das suas acções mas talvez devêssemos dar o beneficio da duvida, talvez ele esteja mesmo com vontade de arrumar a casa… Uma certeza temos, a sua imagem está agastada! Por mais operações de charme que ele faça, por mais inaugurações e chineses que a gente veja… já ninguém acredita.

greentea disse...

estive Angola cinco anos, em serviço. Apesar de todas as contradições, adorei o pais , as pessoas, os sons , os cheiros.
Africa Minha - que saudades!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Pode muito bem ser o iniciu duma eventual campanha eleitoral mas disso tem pelo menos duas vantagens.
Primeiro significa que vai mesmo haver eleicoes e esta pra breve e segundo que haja campanha eleitoral todos os dias se isso significa uma luta contra a corrupcao!

Quanto as eleicoes em si. Vamos ser sinceros, pra alem do M so tem a UNITA como opcao viavel porque a FNLA nem a ela se consegue organizar, muito menos um pais e os outros partidos sao muito minusculos e com muito pouca expressao. Portanto olhando pra UNITA e o seu passado, nao acredito que as pessoas mudem tao rapidamente e para alem disso ainda ta muito fresco a reitorica beligerante que sempre pregaram. A unica verdadeira oposicao ao Governo actualmente eh o proprio MPLA por incrivel que pareca, e acho que a mudanca vem mesmo de dentro. Nao sou simpatizante nem membro de nenhum partido, simplesmente um cidadao nacional.

Anónimo disse...

O que mais me indigna é ver esta Nação com tanto potentado resumida a meia dúzia de chicos espertos que em nome de um passado, por vezes duvidoso, acham-se acima da lei com direitos a utilizar o que é da Nação sem consultar o Povo! Afinal foi para isso que se lutou pela Independência, pela liberdade e pela equidade, sem cor, religião, etnia? Berda...sr.Presidente! Ai se mais velho fosse vivo...Saudades do Agostinho Neto!