quinta-feira, novembro 3

A CAMPANHA ELEITORAL JÁ COMEÇOU!!!

Ao Povo cabe a responsabilidade de escolher os seus mais dignos representantes. Infelizmente, o Povo não tem a preparação necessária para discernir e separar o trigo do joio, ou seja, separar os bons políticos dos maus e corruptos. Espero sinceramente que, nas próximas eleições, o Povo aja consciente e não se deixe enganar pelas promessas desses políticos que, durante anos esqueceu-o, desprezou-o e roubou-o, enquanto eles enriqueciam.
.
Ainda não se sabe ao certo se em Angola se realizarão mesmo eleições gerais no próximo ano de 2006. O Presidente angolano, Engº. José Eduardo dos Santos também ainda não se decidiu se é candidato ou não as próximas eleições gerais.
.
Enquanto isso já se vai fazendo campanha e o mais recente episódio desta foi o ”show of” que ele protagonizou aquando do aniversário de sua esposa.
A saída do casal ”Real” de Angola (José Eduardo dos Santos e sua esposa) para jantar num restaurante requintado de Luanda festejando mais uma risonha primavera da última, não passou de pura campanha política.
.
Com o vislumbrar no horizonte da possível realização de eleições gerais em Angola, José Eduardo dos Santos tentou, com sua atitude (sair para jantar com sua esposa sem o aparato de segurança habitual que o acompanha nas suas saídas mesmo que privadas, fechando ruas, criando o pânico total), passar a imagem de líder próximo do seu povo e de uma simplicidade extrema semelhante as dos políticos dos países mais evoluídos, que mantêm relações de proximidade com os seus eleitores.
.
Numa recente entrevista do Sr. Lopo de Nascimento (político angolano) ao jornal on line “Noticias Lusófonas”, publicada também no nosso querido Blog, aquele dizia que as elites no poder em Angola desprezavam o Povo. Não deixa de ser verdade, pois só isso explica o abandono a que ele é votado, só sendo lembrado por altura de eleições como a que se avizinha.
.
Penso que os políticos angolanos nunca imaginaram que a guerra acabaria um dia, que precisariam da legitimidade que só o Povo “desprezado” lhes pode dar para ocuparem os lugares públicos. Se ao menos soubessem fazer “bem” outra coisa não ficariam tão preocupados com o desfecho das próximas eleições. Os políticos angolanos têm deficit de competência, estão mal preparados e só ocupam os lugares públicos por motivo de confiança política.
.
Por:
O'MBAKA

3 comentários:

Anónimo disse...

Concordo com o autor do post.
O Presidente teve comportamento idêntico por altura das eleições de 1992, visitando a maioria das províncias, conquistando os votos sempre preciosos e remetendo-se ao exílio na sua "cidade Futungo" após aquelas. Estou certo que em breve voltaremos a ver o Presidente nas províncias. Pena que só nos brinde com as suas visitas nessa altura.

Lobito

Anónimo disse...

Caro DN!,
claro que não vou esquecer quem me desprezou, roubou e passa pelo meu rosto todos os dias a humilhação das minhas misérias...claro que não!
Claro que não vou esquecer o meu tio mutilado numa manhã em que só pensava recolher um cesto de goiaba para a goiabada/vicio antigo) que minha avó teimava em fazer permanecer, pensando nos tempos que já não voltavam GRAÇAS A DEUS!...claro que não esqueço os Marcelinos mortos no huambo pela UNITA e o DR Bernardino que escolheu morrer nas cacilhas ao pé do povo que ele alimentava com o seu bolso, nunca pensando na ideologia (conhecida de cores verdes,vermelhas e puro sangue)que alguem se lhes havia posto na cabeça, sem opcção...Claro que não esqueço, meu irmão!!!
Que solução me dás???????É a pergunta de todos os ANGOLANOS que vivem Angola mas no dia a dia.

Lombmhula disse...

Sem duvida,a campanha ja' comessou. Nao dificil notar o modo no qual, por exemplo, a propaganda politica, e sobretudo daqueles q fazem da demagogia a propria arte para enganos gratuitos. Nos ultimos dias se verifica uma verdadeira campanha eleitoral sobretudo, nesta fase, de usurpar consensos nao merecidos aos estudantes na dispora, atravez das exporadicas noticias fabulosas que aparecem no Angonoticias = Angolaacontece, este ultimo entao representando um verdadeiro spot publicitario do governo. Sei que muita gente nota e ve estes factos.So espero, que desta vez, se ainda nos resta um pouco de racionalidade como humanos, entao, que saibamos definir aquilo que verdadeiramente sonhamos para o nosso povo: um futuro maravilhoso.